foto1
foto1
foto1
foto1
foto1
... pela afirmação dos direitos das pessoas com deficiência em geral e a auditiva em particular, pela melhoria das condições sociais desta população com vista à debelação dos fatores de exclusão a que estão expostos. Estatutos

Associação de Surdos de Évora

... na valorização da comunidade surda!

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Évora nas Mãos - o Guia que faltava à cidade (pela Associação de Surdos de Évora)

Um dos eixos estratégicos fundamentais da União Europeia é a literacia digital e a luta contra a desinformação, sublinhando que as lacunas da educação digital, agudizadas pela crise do COVID19, exacerbaram as desigualdades existentes naqueles já afetados por desvantagens sociais e económicas, que pertencem a grupos mais vulneráveis. De acordo com o seu plano de ação, colmatar o fosso digital deve ser uma prioridade imediata.

A Associação de Surdos de Évora (ASE), em sintonia com esta visão, deu um passo importante na evolução das estratégias de intervenção junto da população surda que apoia, ao convocar a EPRAL (Escola Profissional da Região Alentejo) para uma parceria na produção de um conjunto de vídeos sobre a história dos principais monumentos e edifícios da cidade de Évora: dezoito pequenos vídeos pioneiros, com um guião adaptado à comunidade surda, filmados ao vivo e narrados em Língua Gestual Portuguesa, a que deu o nome de Évora nas Mãos – Guia Gestual da Cidade e que já está disponível para os associados da ASE, para toda a comunidade surda portuguesa e para todos, através do website www.asurdosevora.org.

Este produto vem tornar a cidade de Évora mais acessível e inclusiva. Vem também desafiar a comunidade surda da região para que comece a produzir novos conteúdos, de sua autoria, que desencadeiem fóruns de discussão, dinamizadores da sua identidade e cultura, perspetivando a criação de uma verdadeira comunidade de Língua Gestual Portuguesa.

É também objetivo da Associação de Surdos de Évora que estes recursos sejam disponibilizados às escolas, onde deverão servir de ferramentas pedagógicas partilhadas por toda a comunidade escolar, surda e ouvinte, numa perspetiva de inclusão efetiva - uma escola mais inclusiva e democrática contribuirá decisivamente para uma sociedade mais informada e atenta à diversidade.

Ricardo Niza – Psicólogo

Associação de Surdos de Évora

BANCO BENS DOADOS

 

Roupa que já não usa ...

eletrodomésticos em bom estado

contacte-nos

AJUDE-NOS A AJUDAR!

A ASE AGRADECE!

PARCEIROS